Governo Bolsonaro aprova maior número de agrotóxicos dos últimos 14 anos

Durante os primeiros seis meses de mandato, o governo do presidente Jair Bolsonaro aprovou a comercialização de 211 tipos de agrotóxicos. Esse número é o maior já aprovado no primeiro semestre pelos governos presidenciais desde 2005.

 A quantidade de pesticidas licenciados vem aumentando exponencialmente nos últimos quatro anos, mas, em 2019, houve um salto significativo, sendo 14% maior em relação ao ano anterior.

De acordo com o Ministério da Agricultura, alguns desses pesticidas aguardam aprovação há mais de 4 anos. Dentre eles, apenas um produto apresenta novo ingrediente ativo, que é o produto técnico Rinksor, à base de Florpirauxifen-benzil, da marca Dow. As demais substâncias aprovadas são “genéricos” de outros produtos técnicos já em circulação no mercado brasileiro.

Na imagem, vemos plantações secas recebendo tratamento químico.
Foto: Reprodução/Internet.

O Ministério da Agricultura atribui a velocidade das aprovações, as medidas adotadas para desburocratizar esses processos, sobretudo na Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa), considerada o principal gargalo.

As aprovações preocupam ambientalistas e profissionais da saúde, pois, os alimentos cultivados com agrotóxicos apresentam certos níveis de toxicidade. Além do risco para quem se alimenta, existem também a exposição dos agricultores às substâncias utilizadas para o cultivo que são muito maiores. 

Outra grande polêmica em relação ao assunto é o argumento defendido pelos ativistas ambientais de que os agrotóxicos estão sendo empurrados para as mesas dos consumidores brasileiros.

Segundo estudo do Greenpeace, dos produtos liberados em 2019, 44% são extremamente tóxicos e 28% são proibidos na União Europeia. Para Iran Magno, do Greenpeace, “o ritmo de aprovações é sem precedentes”.

O que também assusta é que quase metade desses produtos são muito tóxicos.

“Vai ter mais veneno no prato do consumidor, mais veneno contaminando os trabalhadores do campo e o meio ambiente”.

E você, o que acha sobre a aprovação de mais agrotóxicos no Brasil? Deixa nos comentários sua opinião sobre o tema!

Written by 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *